Biblioteca Virtual em Saúde

Sobre

A BVS Carga de Doença

A Biblioteca Virtual em Saúde com a temática em Carga de Doença é um projeto do Núcleo de Estudos de Carga Global de Doença (ENSP/FIOCRUZ) iniciou em 2012 a construção da Biblioteca Virtual em Saúde com a temática em Carga de Doença.

Objetiva-se disponibilizar o acesso a uma coleção de fontes de informação técnico-científicas, nacionais e internacionais, das produções institucionais e da literatura cinzenta sobre carga global de doenças, como uma solução voltada para a recuperação e disseminação de informações e documentos gerados e coletados pelo Núcleo de Estudos de Carga Global de Doença (ENSP/FIOCRUZ), segundo critérios temáticos.

A BVS Carga de Doença adota a metodologia BVS-Site desenvolvida pela BIREME/OPAS/OMS (Centro Latino-americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde) e sua manutenção está a cargo do Centro de Tecnologia em Informação e Comunicação em Saúde – Informação do Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde (ICICT) da FIOCRUZ, com assessoria de BIREME.

Toda documentação será tratada, atualizada, armazenada e divulgada a partir de programas e ferramentas disponibilizados pela própria BIREME (DECS, LIS, DIREVE, LILDBI, etc.). A formação dos recursos humanos (treinamento) faz parte desse processo de construção da BVS Carga de Doença.

  • Comitê Consultivo

    A operação da BVS  é orientada por um Comitê Consultivo composto pelas seguintes instituições:

    • Fundação Oswaldo Cruz, Escola Nacional de Saúde Pública, Núcleo de Estudos de Carga Global de Doença.
    • Fundação Oswaldo Cruz, Centro de Desenvolvimento Tecnológico em Saúde (CDTS)
    • Fundação Oswaldo Cruz, Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde, Biblioteca de Saúde Pública.
    • Fundação Oswaldo Cruz, Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde, Rede de Bibliotecas.
    • Fundação Oswaldo Cruz, Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde, CTIC – Informação.

    Sendo responsável pela coordenação do trabalho cooperativo, definindo e orientando sobre os critérios de qualidade para fontes de informação que irão compor a BVS.

    Comitê consultivo tem as seguintes responsabilidades: tomar decisões políticas; estabelecer e aprovar o plano de trabalho; coordenar a divisão do trabalho entre as instituições; identificar oportunidades e 'gaps' informacionais; definir e orientar os critérios de qualidade; definir prioridades; aprovar projetos específicos; controlar e avaliar o desempenho da BVS; obter fontes de financiamento para projetos específicos.

    A Secretaria Executiva da BVS é representada pelo Núcleo de Pesquisa em Métodos Aplicados aos Estudos da Carga de Doença (ENSP/Fiocruz), que dispõe de condições políticas, econômicas, de recursos humanos e tecnológicos favoráveis para assumir a liderança na operação da instância BVS, e é responsável pelo acompanhamento das ações deliberadas pelo Comitê Consultivo, expressas no seu projeto e planos de ação, principalmente no que tange à promoção do trabalho cooperativo em rede de operação das fontes de informação.

    Cabe ainda à coordenação executiva promover o funcionamento efetivo do Comitê Consultivo, incluindo a organização de reuniões periódicas presenciais e remotas. 

  • Comitê Executivo


    O Comitê Executivo será formado por bibliotecas e centros de informação das instituições que fazem parte do Comitê Consultivo, tem como principais atribuições:

    - Operar as fontes de informação, processo descentralizado, a partir da metodologia da BVS;

    - Manter atualizados os conteúdos das fontes de informação;

    - Atender capacitações técnicas para acompanhar os ajustes e desenvolvimento metodológico e tecnológico da BVS.


    Instituições do Comitê Executivo:


    • Fundação Oswaldo Cruz, Escola Nacional de Saúde Pública, Núcleo de Estudos de Carga Global de Doença.

    • Fundação Oswaldo Cruz, Centro de Desenvolvimento Tecnológico em Saúde (CDTS)

    • Fundação Oswaldo Cruz, Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde, Biblioteca de Saúde Pública.


    Os principais profissionais envolvidos na equipe executiva de construção da BVS Carga de Doenças são:


    • Coordenadores institucionais da BVS

    • Profissionais especialistas no tema da BVS

    • Bibliotecários

    • Analistas de Sistemas

    • Administradores de Rede

    • Programadores Visuais/WebDesigners

    • Pessoal de apoio



Núcleo de Estudos de Carga Global de Doença / ENSP / FIOCRUZ
Coordenação: Joyce Mendes de Andrade Schramm
Tel.: (21) 2270-4427
e-mail: cargadoencanacional@gmail.com